Pesquisas sobre a aprendizagem informal de agentes penitenciários a partir de Portugal.

Esse levantamento abrange os processos informal de formação e construção da identidade profissional de um guarda da prisão de prisão portugueses contexto. Ela discute o seu efeito em relação à formação dos reclusos.

Clique aqui para baixar o estudo completo do Sr. José Carlos Pereira Azevedo.

Azevedo Pereira, J. C. (2011). Ser guarda prisonal. O informal na formação das identidades professionais dos guardas prisionais [Dissertação sob orientação da Professora Doutora Maria Teresa Guimarães de Medina]. Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação, Universidade do Porto, Portugal.